Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

1024. Ana Gomes


"Não ando à procura de protagonismo. Quem me conhece, a prazo, valoriza o facto de ser séria e verdadeira. Vim para a política para partir a loiça. É isso que tenho andado a fazer, e que vou continuar a fazer."

"Muitas vezes sou excessiva, precisamente porque sou impulsiva. Reconheço. Já me arrependi de coisas que disse. Sobretudo na forma como me expressei. Pode fazer com que perca a razão."

Ana Gomes - Única (Expresso) - 24 Fevereiro 2007

Etiquetas:

4 Comments:

  • At 11:17 da tarde, Anonymous Fernando said…

    Parece-me ser mesmo assim como a própria se define. Uma mulher para "partir a loiça". Os excessos próprias de pessoas emotivas, no seu caso, são perfeitamente irrelevantes, face ao excelente trabalho que tem desenvolvido. O que incomoda a algumas pessoas não são os seus "excessos" mas sim o seu trabalho e por isso a tentativa de a ridicularizar. Coisa que se percebe. Para nos distraírem do essencial.

     
  • At 1:23 da manhã, Blogger Ricardo said…

    Fernando,

    Como já tinha defendido aquando da comissão aos voos da CIA é importante não nos distrairmos do que é mesmo essencial. E não é aceitável que, por não gostarmos do estilo de uma pessoa, que passe a haver uma justificação para não defendermos o essencial. Estamos, por isso, de acordo. Só não sei se Ana Gomes, em todos os momentos, ajudou essa causa mas, no geral, teve a coragem pessoal de ir ao fundo da questão.

    Abraço,

     
  • At 9:17 da manhã, Blogger António Lisboa Gonçalves said…

    Parece uma verdadeira mulher de armas, e gostei de uma afirmação sobre Durão Barroso, dizendo que o problema dele é de "espinha dorsal"!

    Cumprimentos

     
  • At 10:22 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    (Bocejo...)

    Partir a loiça... Pois, pois... Julgo que ela partiu mais qualquer coisa, mas enfim.

     

Enviar um comentário

<< Home