Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quinta-feira, agosto 11, 2005

522. Álbum de Fotos: Viena (9)

O Público, na sua edição de ontem, publicou um texto referente a clínicas na Áustria que testavam formas de garantir a pureza da raça durante a ocupação nazi. Essas clínicas "inventavam", à nascença, causas de morte prováveis a bébes que não fossem aptos para viver ou que colocassem em perigo a pureza da raça ariana. Assim, meses após terem nascido, os bébes morriam misteriosamente na clínica ao serem tratados a uma doença inventada à nascença. "O programa de purga genética e racial destinava-se ao extermínio de crianças e adultos com sintomas de deficiências mentais, deformidades físicas ou qualquer outro vestígio que viesse contaminar a pureza da raça ariana." (Público). Até hoje fica por explicar porque é que os cidadãos austríacos aceitaram a ocupação nazi sem resistência...

Palácio e Jardins de Schonbrunn.





4 Comments:

  • At 4:43 da tarde, Blogger Armando S. Sousa said…

    Olá Ricardo,

    Li ontem esta notícia, mas o Palácio de Schonbrunn era uma clínica?
    Um abraço.
    PS. As fotografias estão excepcionais.

     
  • At 7:18 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Armando,

    Não! Era só um pequeno apontamento que, misturado com as fotos, levou ao engano!

    As fotos não estão excepcionais apesar da cidade o ser. Adoro fotografia mas sou só um amador...

    Abraço,

     
  • At 3:06 da manhã, Blogger Vítor Sousa said…

    "Nas primícias de 1938, Hitler pressionou a Áustria, no sentido de se juntar ao Reich alemão. Depois de alguma resistência por parte do governo austríaco, abandonado pela Grã-Bretanha, o primeiro-ministro austríaco, Kurt von Schuschnigg, demitiu-se. Caminho livre para as tropas nazis, que invadiram a Áustria, na primeira conquista territorial de Hitler".

    Ricardo, o povo não lutou porque foi abandonado. Na altura, a Grã-Bretanha, liderada por Chamberlein, ainda acreditava na possibilidade de aplacar a belicosidade da Alemanha nazi. A Checoslováquia foi a segunda vítima. Se puderes, lê este texto, que urdi em Julho: http://estrangeiros.blogspot.com/2005/07/churchill-contra-alemanha-nazi-ii.html

    Os discuros de Churchill são notáveis e dilacerantes.

     
  • At 12:32 da manhã, Blogger Ricardo said…

    Vítor,

    Antes de mais parabéns pelo teu texto. O teu blogue em geral é muito bom!

    Eu conheço a história das datas e dos eventos importantes. Falta perceber a história das pessoas e isso demora. Perceber porque é que a anexação foi feita com tão pouca resistência das pessoas confunde-me... mas eu vou chegar lá...

    Abraço,

     

Enviar um comentário

<< Home