Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

domingo, abril 03, 2005

(383) Grão de Areia no Universo: Karol Wojtyla



João Paulo II morreu depois duma prolongada luta contra a morte! Eu admiro todos aqueles que trabalham até ao limite das suas forças por algo que acreditam e esse foi o caso deste Papa. Eu, como agnóstico, fico agradecido pelo papel fulcral de Karol Wojtyla na aproximação das religiões e nas suas mensagens de tolerância no que toca a este tema. E não podemos esquecer que o Concílio Vaticano II foi muito importante na modernização da Igreja Católica.

Mas se não me cabe a mim julgar o homem posso e devo criticar o que não gostei do seu Pontificado. É que não concordo com os unanimismos depois das pessoas falecerem. Acho inaceitável que a Igreja Católica continue a condenar a contracepção, a homossexualidade e que continue a ser uma organização religiosa demasiadamente fechada e machista. Nestas questões a evolução foi muito pequena e bem menor que noutras religiões.

A minha grande dúvida é se este Papa queria ter ido mais longe e não conseguiu ou se ele próprio travou algumas mudanças. Nunca vou saber...

3 Comments:

  • At 4:56 da manhã, Blogger Sandro said…

    E que ele possa, enfim, descansar.

     
  • At 10:03 da manhã, Anonymous O Velho da Montanha said…

    Caro Ricardo. Optei por responder ao seu comentário no recato da sua caixa de comentários. Na generalidade não deixo de concordar consigo em alguns dos seus apontamentos, mas há algo que só quem é católico pode compreender, embora possa aceitar que outros não tenham a mesma visão. Existem principios básicos, de ordem moral, que costumam ser apelidados de reacionários e retrógrados, quando vêm de um lado da "barricada". Repare que existem posições igualmente dogmáticas, a nível social e político, que nunca o são consideradas como tal.
    Uma instituição com dois mil anos e que acredita que a vida terrena é apenas uma passagem, não se pode compadecer com as "pressas" da sociedade e a verdade é que vai mudando. Ao seu ritmo lento, mas vai mudando. Um abraço.

     
  • At 11:49 da manhã, Blogger O Raio said…

    O Concílio Vaticano II foi promovido pelo João XXIII e não pelo João Paulo II.
    Quanto a este Papa eu, que me recordo da morte de cinco papas (incluindo este), também me recordo de que, com a excepção de João Paulo I, o discurso sobre a importância do Papa foi sempre o mesmo.
    Há no entanto uma diferença. Este Papa ficou na História, ao lado de Ronald Reagan, como um dos vencedores da guerra fria.
    Se não fosse ele dificilmente a União Soviética teria sido derrotada da forma como o foi.
    Agora o que é que se segue?
    Se existir algum cardeal chinês(não sei se existe), será que irão repetir a fórmula e elege-lo Papa para meter a República Popular da China na "ordem"?

     

Enviar um comentário

<< Home