Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

terça-feira, abril 04, 2006

822. Publicação Esporádica



Quem costuma visitar este blogue já reparou que há mais de um mês que a publicação de textos está irregular o que não era apanágio da casa. É uma situação que não posso reverter uma vez que o tempo escasseia cada vez mais. E tenho pena que isso aconteça porque este projecto tem sido, na minha opinião, um excelente espaço para eu consolidar a minha visão sobre o mundo e o homem, ou seja, para obrigar-me a reflectir e a colocar o que eu acredito à prova.

Uma vez que é impossível manter o blogue com o interesse que eu acho que já teve o passo natural seria acabar aqui a minha aventura na blogosfera. Essa decisão, apesar de natural, é difícil e não me sinto, ainda, preparado para a implementar. Por isso vou correr o risco de manter algo num nível de interesse menor do que no passado. Mesmo assim é um risco que quero assumir para poder, esporadicamente, comentar ou aprofundar algum tema do meu interesse, concretizando, para continuar a escrever sobre filmes, livros e política. Vou também republicar alguns textos.

Mesmo não sendo um ponto final é o fim da minha disponibilidade para manter o nível de interactividade que subsistiu até agora com um conjunto de blogues que adoro ler e trocar impressões. As minhas visitas a outros espaços já é, neste momento, reduzida e, infelizmente, vai continuar a ser. Não meço o sucesso deste blogue pelo número de visitas ou comentários – que até foram bem acima das expectativas ao longo deste tempo – mas sim pelo prazer que me deu e pelos pontos de vista que partilhei e que foram sempre desafiados de forma construtiva. Um muito obrigado a todos os que costumam visitar-me e que escrevem com qualidade e coerência. Eu, esporadicamente, vou visitar os blogues da minha preferência.

A mensagem que sempre tentei passar foi uma mensagem de tolerância, de humanismo e honestidade intelectual. Nem sempre é possível mas apesar de os meus valores serem discutíveis são, na medida do possível, honestos. Sou um homem de esquerda mas que não acredita em esquerdas arcaicas que amordaçam a liberdade económica, não sou conservador nem compreendo a intolerância com base na resistência à mudança, o meu humanismo não advém de chantagens religiosas nem de uma moral enviesada mas é algo que cada vez mais valorizo e tento aprofundar e, acima de tudo, acredito que é no confronto civilizado de ideias que se evolui. É assim que o blogue ajudou a definir-me e é isso que quero retirar desta experiência. Como ninguém escreve o seu futuro com uma grande margem de segurança a evolução deste espaço é um segredo que só o tempo vai revelar.

É isto. Continuo aqui a escrever quando o tempo e a vontade o permitirem e sempre disponível para qualquer solicitação que os meus blogamigos fizerem. Assim sendo não é uma despedida mas sim uma diminuição da intensidade da partilha de ideias porque só vou deixar de partilhá-las quando morrer, aqui ou noutro sítio ou doutra forma.

Até já sem esquecer que...

Todos nós temos incertezas, opiniões e reflectimos... a piada da vida é que ninguém tem certeza sobre nada, todos têm uma opinião diferente e todos, ao reflectir, chegam a conclusões diferentes... Viva as nuances da vida, expressas em liberdade!

16 Comments:

  • At 10:41 da tarde, Blogger pedro oliveira said…

    O bom da «blogosfera» é a liberdade.
    Liberdade para escrever ou para não escrever.
    Liberdade para pensar e partilhar.

    Gostei do teu comentário sobre futebol, penso quase o mesmo mas gosto de provocar, provocar debates apaixonados e o futebol serve esse objectivo na perfeição.

    Um abraço e vai escrevendo.

     
  • At 11:23 da tarde, Blogger Out of Time said…

    Antes um bom texto e uma boa opinião "de vez em quando" que muitos ou de má qualidade. Sou novato por aqui mas gostava de continuar a ler os teus textos, ainda que muitas vezes os critique.
    Um abraço e um até quando puderes.

     
  • At 12:24 da manhã, Blogger polittikus said…

    Antes de tudo devo dizer que fico feliz, por não acabares com o blog. Creio que é um bom espaço, com boa critica, sempre construtiva. Concordo contigo quando afirmas que o sucesso de um blog se mede pelo prazer que temos na sua escrita... e mais nada.

     
  • At 3:07 da tarde, Anonymous Max @ Devaneios Desintéricos said…

    Uma pena, amigo Ricardo...Uma grande pena. Eu vou passando por aqui na expectativa de continuar a ler os bons textos de um dos mais antigos apoios do Devaneios. Um abraço...

     
  • At 3:25 da tarde, Blogger José Raposo said…

    Ricardo, não queremos que te vás embora mesmo que te vejas forçado a reduzir o ritmo.

     
  • At 3:49 da tarde, Blogger Bruno Gonçalves said…

    Meu caro colega,

    Nem pense numa coisa dessas... Nós por aqui gostamos muito dos seus textos, mesmo que sejam esporádicos... :)

     
  • At 4:07 da tarde, Blogger Samir Machel said…

    Vai passando pelo bitoque para continuarmos as discussões, especialmente económicas.

    Abraço

    Samir

     
  • At 6:20 da tarde, Anonymous NETWALKER said…

    ESPORÁDICA é muito melhor que NUNCA ou NADA. Na falta de melhor vamos lendo os ARQUIVOS.
    Continua Ricardo.

     
  • At 11:04 da tarde, Blogger Fernando said…

    Subscrevi o blogue. Desse modo não vou deixar de ler os teus posts quando cá forem colocados. É bom ler as tuas opiniões e criticas, sempre bem argumentadas.

     
  • At 11:38 da tarde, Blogger Pedro Morgado said…

    Espero que continues a escrever esporadicamente e que o esporádico seja cada mais regular, a ponto de o blog continuar o que tem sido.
    De qualquer forma estaremos por aqui.

    Abraço e continua a escrever.

     
  • At 12:48 da manhã, Anonymous raintreecrow said…

    É pena que deixes de escrever com regularidade. Hoje ganharas mais uma leitora e participante. "Vim cá parar" hoje, por um acaso, por causa de uma pesquisa na net sobre o filme Revolver, do Guy Ritchie. Goste dos artigos e, agora que já postei em alguns, leio este da "publicação esporádica"... =(

    bem, de qualquer forma, eu vou passando por cá...

     
  • At 12:03 da tarde, Blogger JFS said…

    A falta de tempo é um problema cada vez mais real e intransponível, mas folgo saber que vai aparecer um bom texto e uma boa opinião de vez em quando, que irei lendo sempre que puder.

    Um abraço,

     
  • At 3:16 da tarde, Blogger Fernando Bravo said…

    Espero que continues. Mesmo que com menor frequência, não tenho dúvida que a qualidade vai existir. Abraço!

     
  • At 2:39 da manhã, Blogger gonn1000 said…

    Bom, espero que seja só uma fase passageira e que em breve voltes em força, já percorreste uma caminhada considerável aqui... Seja como for, boa sorte :)

     
  • At 2:58 da manhã, Blogger Alien David Sousa said…

    Se sentes que tens de mudar de rumo tens todo o meu apoio. Eu, que acabei de sair de uma greve. Uma longa história. Contudo, não feches o Blog, foi-me dado a conhecer pelo Pedro Oliveira e desde aí passei a fazer visitas regulares. Gostei do que li.
    Fica bem

     
  • At 1:47 da manhã, Blogger Virginia Pereira said…

    Que lindo Ricardo, saiba que suas palavras me emocionaram, porque imaginei que só para mim estivesse difícil manter a frequencia antiga das postagens, mas o seu discirso foi poético, gostei muito da postagem e do blog, que vim por acaso, e não me arrependo!!
    Vamos ser amigos desta blogosfera, assim podemos dividir as desventuras dela!! Um abração, boa semana e continue firme porque está lindo!!(Portugal, não???)

     

Enviar um comentário

<< Home