Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quinta-feira, abril 12, 2007

1087. Odete Santos

Goste-se ou não do estilo de Odete Santos é incontornável assinalar a saída desta agora ex-deputada da Assembleia da República. Nunca concordei com a visão simplista (que às vezes era demagógica) que tem dos assuntos económicos e o estilo exaltado (um eufemismo) mas, reconheço, que o seu papel foi importante para dar voz a muitas questões sociais com as quais me revejo. Por isso fica aqui a minha homenagem.

Etiquetas:

7 Comments:

  • At 7:23 da tarde, Blogger Shinobi said…

    E o Alentejo há-de ser nosso outra vez!!!! Eh, eh, eh!
    Como é óbvio, discordava com quase todas as ideias da senhora, mas uma coisa eu reconheço, lá garra não lhe faltava!
    Lembro-me de uma vez em que houve um debate na minha ex-faculdade, acerca do aborto (por altura do referendo anterior ao último)e ela sempre de cigarro na boca, deu um espectáculo que só visto! Cortaram-lhe a palavra, pois já tinha excedido em muito o tempo de intervenção dela, e a Sra. não fez mais nada: Tirou o microfone ao moderador, e continuou a falar! Quando me lembro disto, só me apetece rir. Posso dizer que apesar de ela estar em território "inimigo" (Universidade Católica), foi a mais aplaudida! Já agora, os outros intervenientes foram Barbosa de Melo (PSD), Maria José Nogueira Pinto (CDS/PP) e Sérgio Sousa Pinto (PS).

     
  • At 7:56 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Caro Jorge,

    Fica aqui o teu testemunho de mais uma história da agora ex-deputada - deve haver às centenas - e que justifica o saudosismo que vai haver por esta saída :).

    Abraço,

     
  • At 8:40 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    "que o seu papel foi importante para dar voz a muitas questões sociais com as quais me revejo."

    Nem quero imaginar quais... Enfim

     
  • At 9:49 da tarde, Blogger O Profano said…

    bOas...
    Apesar de não ser da minha area politica, concordo contigo em matérias que a senhora abordava e defendia veemente e com as quais me revejo também.
    Mais digo que a Assembleia da República ficará mais pobre, pois a Odete era das poucas(os) eleitas que justificava estar presente (e o seu salário) no hemiciclo. Os seus debates eram acérrimos e calorosos, nem sempre com a razão do seu lado, mas era um espectáculo ( pela positiva!) assistir ás suas intervenções...
    Abraços Profanos

     
  • At 11:36 da manhã, Blogger rouxinol de Bernardim said…

    Esta era uma espécie de "Bocage de saias" lá na AR. Vai fazer falta...

     
  • At 3:19 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Rouxinol,

    "Bocage de saias", hehe. Nada mal.

    Abraço,

     
  • At 6:38 da tarde, Blogger Zé Lérias said…

    A personalidade de Odete SAntos, recorrento ao título duma obra de Élio Vitorini (se a memória me não falha) bem se podia resumir assim:
    "Ela e os outros/as"

     

Enviar um comentário

<< Home