Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

terça-feira, abril 17, 2007

1095. 3 anos



Hoje este blogue faz 3 anos. Tal como nos aniversários é um número com o significado que lhe quisermos dar. Não lhe dou muito.

Não me lembro porque comecei a escrever este blogue. Poderia dizer que queria fazer a diferença, que bem ficava, mas isso talvez não tenha sido o objectivo original. Já nem sei. No fundo fico apenas contente por escrever com liberdade. Liberdade essa que é um dos valores que dou mais significado e que tantas vezes faz-me sair do sério, quando não acho que essa liberdade é exercida com responsabilidade. Quanta presunção a minha, achar ou deixar de achar que a liberdade dos outros é ou não exercida com responsabilidade. E nunca imaginei que o maior grilhão da liberdade da escrita seria, para mim, o de tentar ser coerente. Quem diria. Nem sempre o fui, cedi muitas vezes ao imediatismo, outras às paixões ou ilusões do momento.

Esta atmosfera, a da discussão de ideias que os blogues proporcionam, obrigou-me a definir, com mais rigor, as linhas que orientam a minha visão do mundo e, porque não, também a alterar algumas das convicções que tinha como adquiridas. Todavia, invariavelmente, sinto que quanto mais defendo a minha visão mais parcial fico. Umas vezes sinto que tudo o que de essencial molda a minha maneira de analisar o mundo já está dito e que sobra a adaptação do essencial ao contexto. Outras vezes parece faltar ainda tanto por escrever...

Eu mudei em 3 anos, o estilo do blogue também mudou. Ficou pior ou melhor? Não sei. Quando tentei ser irónico fiquei com uma dívida à seriedade, quando tentei ser sério fiquei com uma dívida ao interesse do texto. Sempre quis escrever para mim e só para mim mas, se assim fosse, porque escrevo num blogue?

Não vou dizer, porque não sei, que daqui a 3 anos estou aqui a escrever o “Filho do 25 de Abril” mas já posso dizer que, nestes 3 anos, este blogue mudou por minha causa e eu mudei por causa dele. E a responsabilidade por essa mudança que nasceu a jusante cabe a todos aqueles que conheci durante estes 3 anos através do “Filho do 25 de Abril”, que me influenciaram e que me obrigaram a mudar de perspectiva (às vezes para mudar a minha forma de pensar e outras para reforçar o que já pensava). Reconheço, por isso, que tenho uma dívida impagável. A todos os que por aqui passaram - e continuam a passar - um muito obrigado.

13 Comments:

  • At 11:50 da manhã, Blogger Nuno Guronsan said…

    Um feliz aniversário, então, e eu agradeço-te colocares aqui os teus princípios, ideais e simples pensamentos, que, pelo menos por mim, são sempre bem-vindos.

    Um abraço blogueiro.

     
  • At 11:56 da manhã, Anonymous Fernando said…

    Viva Ricardo.
    Antes de mais parabéns. Três anos é muito tempo. Desde que entrei também nestas andanças, o Filho do 25 de Abril, constou sempre no rol dos meus favoritos e de REFERÊNCIA. Temos muito em comum, estou certo, que algumas divergências políticas, aos menos atentos, podem fazer esconder. Revejo-me em muitas coisas nas tuas inquietações e nos teus valores. Talvez eu seja um pouco mais "apressado" e um pouco mais radical no tocante à defesa de algumas convicções mais fortes.

    Em ti admiro o carácter, a educação, a capacidade em adaptares a discussão em patamares ajustados aos intervenientes, sem presunção e com grande humildade democrática.

    Não me parece que tenhas que fazer um grande esforço para manteres a coerência, ela é um traço comum na tua escrita e presumo na tua personalidade, as oscilações, as dúvidas, até a incoerência, fazem parte da vida, sendo que, o que é absolutamente indispensável (por isso prefiro o termo ser consequente, a ser coerente)é sermos fiéis a valores inalienáveis , de justiça social e de respeito pela dignidade humana, numa sociedade mais solidária.

    Espero que continues por muitos anos a manter este espaço, tal e qual como ele é no essencial, com a tua assinatura, responsável, inteligente, aberto neste espaço de liberdade (também para mim um valor inegociável e irrenunciável, mesmo para aqueles que não a merecem e que a combatem). Uma abraço, Ricardo. Eu estou um pouco desiludido, [onde a entrega é grande) porque apesar, da experiência de uma vida intensa e multifacetada, vivida cedo de mais, serei sempre um crédulo incorrigível, um ingénuo ao fim e ao cabo e que de vez em quando assentam como um terramoto em cima desta cabeça. Um grande abraço.

     
  • At 7:18 da tarde, Blogger Bruno Gonçalves said…

    Ricardo,

    Os meus sinceros parabéns pela longevidade do blog. Já nem sei em quantas discussões tive oportunidade de participar nestas caixas de comentário, e não só.

    Para aqueles que não o sabem (ou não se lembram), o meu anterior blog e este, já tiveram uma iniciativa única em blogosfera, que considerei um desafio para mim. A organização, é preciso dizer, pertenceu ao Ricardo, e consequentemente o seu sucesso.

    Acho que embora discordemos em variadíssimos assuntos, acho que tive imensa sorte na pessoa com quem decidi discordar. Não é todos os dias que podemos partilhar valores e discordar em ideias da forma que fazemos, e principalmente, da forma que o fazes.

    Espero por mais posts, e prometo, logo que encontre a imagem que procuro, fazer uma recomendação de uma "cena memorável".


    Um grande abraço

    Bruno

     
  • At 7:22 da tarde, Blogger O Profano said…

    "Parabéns a você ( e ao blog), nesta data querida..."

    Muitos Parabéns.
    Tens razão em festejar o aniversário do blog, pois não é mais um no meio de muitos, mas UM no meio de tantos...

    É sempre com agrado que por aqui passo, e só tenho a desejar-Te mais 3, mais 3 e mais 3...

    Abraços Profanos

     
  • At 8:09 da tarde, Blogger Rui Rebelo said…

    parabéns

     
  • At 1:57 da manhã, Blogger O Raio said…

    Parabéns Ricardo.
    Um abraço

     
  • At 4:36 da tarde, Blogger André Benjamim said…

    Parabéns. André Benjamim

     
  • At 5:34 da tarde, Blogger Pedro Morgado said…

    Caro Ricardo,

    Deixo um abraço com votos de muitas felicidades para o Filho do 25 de Abril.

    Continuaremos a ter o prazer de o ler.

     
  • At 6:04 da tarde, Blogger José Raposo said…

    Meu amigo, muitos parabéns.
    Não dá muita impotência mas devia dar. Gostamos muito das suas palavras sábias e acertadas :)

     
  • At 7:11 da tarde, Blogger Shinobi said…

    Os meus sinceros parabéns (atrasados pelos quais peço imensa desculpa) a um blog que já constitui uma referência obrigatória na blogosfera portuguesa em geral e na madeirense em particular. Mas acima de tudo quem deve ser felicitado é o autor, de seu nome Ricardo Ribeiro, que conjuntamente com o seu maninho mais novo, constituem duas das pessoas mais inteligentes que conheço, e com as quais estou em permanente desacordo, eh, eh, eh! Um grande abraço e que venham mais 3 anos do insubstituível "Filho do 25 de Abril".

    Nota: O meu pequenino espaço ainda só vai fazer um aninho...Imaginas quando, Ricardo?

    Precisamente no dia 25 de Abril!

    Um grande abraço!

     
  • At 7:49 da tarde, Blogger Blogtrotter said…

    Parabéns atrsados! Tens sido uma referência importante, pois ainda sou um "bébé" neste meio. Continua com os teus principios e valores em evidência, a atitude faz a diferença... e venham mais três!

     
  • At 10:25 da manhã, Blogger MB said…

    Parabéns, não so pelos três anos do blog, mas pela qualidade a que nos habituaste, que dure muitos anos!

     
  • At 1:52 da manhã, Blogger belinha said…

    Imagina!3 anos!Por causa do 25 de Abril é que entrei no teu blog.Eu acho que já o tinha visto. Mas achei piada e quis meter-me contigo.

     

Enviar um comentário

<< Home