Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quinta-feira, maio 03, 2007

1124. Ségolène Royal vs. Nicolas Sarkozy

Não me interessa discutir quem ganhou. No limite ganharam os dois porque há muito tempo que não assistia a um debate com este nível em que os dois candidatos, sem as redes habituais que tornam os debates em Portugal pouco esclarecedores, discutiram claramente opções ideológicas. Não há margem para erro: um é de esquerda, outro é de direita. Sem espinhas.

Etiquetas:

3 Comments:

  • At 1:28 da tarde, Blogger Rui Martins said…

    Sarkozy é de direita... Sem dúvida... Mas o discurso que sai da boca de Ségolène podia vir de qualquer lado, tal é a sua banalidade e "luga-comunidade". Na dúvida, vou torcer por ela, mas com pouca fé de que mude mesmo alguma coisa nesse motor europeu que ainda é a França... Veremos!

     
  • At 4:10 da tarde, Blogger O Profano said…

    Boas...
    Também gostei do que vi pois já há algum tempo que não via um debate com qualidade. Nem quando vejo o "Pros e Contras" sinto a sensação de debate real como ontem. Abraços Profanos

     
  • At 10:40 da tarde, Blogger Bruno Gonçalves said…

    Incrível. Onde está o Ricardo que toma as posições sem medo de uma discussão?

    De facto, a campanha das presidenciais francesas está a dar-te a volta. É assim tão difícil dar primazia a um deles? Bem que dilema... Junta-te ao Bayrou, mesmo ao centro, com medo do desiquilíbrio para um dos lado...

     

Enviar um comentário

<< Home