Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quinta-feira, maio 03, 2007

1125. Eleições Regionais Madeira 2007 (18): Notas de Campanha



15. De leitura obrigatória: Definir "estritamente necessários" e Democracia, política e verdade;

16. "Em Maio de 2007 vamos ganhar o que perdemos em Abril de 1931. Seis de Maio é o dia em que vamos vingar os nossos avós", Alberto João Jardim;

17. (Actualização) "Sondagem RTP/RDP/JN é terramoto para PS-Madeira", Diário Notícias Madeira.

"O Partido Socialista desce catastroficamente para um dígito apenas quanto a mandatos de deputados, se tiver consistência a sondagem que a televisão e a rádio públicas divulgarão hoje ao fim do dia. Com uma percentagem que deverá ficar abaixo dos 20% na sondagem, o que renderá menos de dez deputados socialistas na Assembleia Legislativa, se a auscultação acertar.

Pelo contrário, o PSD dá um salto significativo, não apenas em relação aos resultados de 2004, mas mesmo em comparação com as sondagens vindas já a público. De facto, o partido de Jardim aproxima-se dos 70%, pelo que o número de deputados passa muito à vontade dos 30."

Etiquetas: ,

2 Comments:

  • At 5:30 da tarde, Blogger MB said…

    Erro na recolha de dados, a aplicação porta aporta para ser significativa é das técnicas mais complexas a aplicar ( ^ve o meu post). Tais números são claramente um exagero, até em termos de senso comum.

     
  • At 7:07 da tarde, Blogger Shinobi said…

    Pessoalmente acho a percentagem dos votos no PSD manifestamente exagerada.

    Aposto, a modos de dizer, mais ou menos nisto:

    PSD - 57/60% (o que constitui um excelente resultado, atendendo a que a última vitória andou pelos 53%);

    PS - 20/22% (uma grande derrota, diga-se de passagem, para além de um resultado que quanto a mim obriga os socialistas madeirenses a repensar na estratégia política, mas acima de tudo no líder do partido);

    CDS e CDU - 7/9% (um resultado normal para o CDS; perspectivas de subida para a CDU);

    BE - Não irá além dos 5% (não sei pq. mas sinto que a mensagem do BE não está a conseguir passar. Campanha muito murcha e susceptível de perder eleitorado para a CDU. Os tempos da UDP eram mais interessantes para o eleitorado);

    MPT e PND - 1/3 % (Cada um dos partidos quis marcar uma posição muito própria. O MPT atacou sobretudo o PS e tentou roubar algum eleitorado, através da influência dos descontentes com a liderança de Jacinto Serrão; o PND tentou fazer uma campanha diferente, que no início teve piada pela novidade, mas a seguir descambou num acto circense)

    Julgo que não estarei longe da realidade que iremos nos certificar dia 6 de Maio.

     

Enviar um comentário

<< Home