Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quinta-feira, julho 29, 2004

(119) Comentários finais a Praga


Praga novamente... Posted by Hello

Termino os comentários à cidade de Praga! Muito fica por dizer mas este não é o local próprio para comentários exaustivos.

Aconselho vivamente uma visita a Praga. Todas as passagens pelo estrangeiro abrem horizontes e revelam pontos de vista diferentes.

Se noutros locais encontrei o moderno a viver em harmonia com o velho nesta cidade me parece que a evolução para uma sociedade preparada para os tempos actuais ainda está atrasada. Mas já há sinais evidentes. Uma pergunta que fiz foi o que esperam da União Europeia e a resposta mais comum é dinheiro e oportunidades de emigração. Não é uma visão que me deixe reconfortado, mas notei que a União Europeia também, e para já, não vai servir de bode expiatório para o que corre mal. Já aqui reforcei a ideia que é necessário mais investimento na coesão Europeia, a convergência é essencial.

Quando a Eslováquia e a República Checa deixaram de ser a Checoslováquia os actuais Checos não se importaram muito. A Eslováquia culpava a actual República Checa de tudo de mal que lhes acontecia, depois descobriram que sozinhos os problemas continuavam lá ou até se agravavam. A República Checa, por outro lado, tinha a noção que os Eslovacos estavam bem mais atrasados. Espero que muitos países europeus não tenham de sair da União Europeia para descobrirem que realmente a união faz a força (não pode é ser qualquer união).

Volto agora aos comentários habituais deste Blog, sobre política e economia salpicada com outros tópicos. Com a mesma agressividade porque os tempos que correm a isso obrigam. Desconfio é que a desilusão quanto à política nacional e ao estado da Democracia no mundo vão levar-me ou ao desinteresse ou a uma ainda maior revolta. Vamos ver...

2 Comments:

  • At 3:38 da manhã, Blogger O Raio said…

    "Espero que muitos países europeus não tenham de sair da União Europeia para descobrirem que realmente a união faz a força (não pode é ser qualquer união)"

    O que gostei mais neste parágrafo é o que está entre parenteses, realmente não pode ser qualquer união...
    Quanto ao resto, será que a união faz a força? Parece uma evidência, não é? Só que não é...
    Uma união gera sinergias e tem custos. Se os custos forem superiores às sinergias a união é destrutiva, se forem inferiores é benéfica.
    Encontras muitos exemplos disto no mundo empresarial em que empresas se uniram e diminuiram ou mesmo faliram.
    No caso da União Europeia parece-me óbvio que os custos são muito superiores ás sinergias. Ao contrário da antiga EFTA que era benéfica para os países que a integravam. Portugal que o diga.

     
  • At 3:00 da manhã, Blogger O Raio said…

    Ainda sobre Praga.
    Hoje foi noticiado que uma luta entre gangs no centro de Praga fez dezoito feridos.
    Como está longe aquela cidade simpática e pacífica que eu conheci pouco depois da queda do Império Soviético.

     

Enviar um comentário

<< Home