Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quarta-feira, outubro 27, 2004

(213) A Comissão Adiada de Durão

O adiamento sugerido por Barroso para a (des)aprovação do elenco da Comissão Europeia foi uma atitude inteligente. Só não consigo perceber porque é que Durão demorou tanto tempo para perceber o óbvio. Os Eurocépticos vão chamar a este episódio de crise e sinal que a União caminha para o fim, os Euroentusiastas vão efusivamente declarar que as instituições funcionaram.

Mas o importante é que os Direitos Fundamentais do Homem foram respeitados até à última consequência contra o machismo, a xenofobia e a homofobia. E isto é raro acontecer no mundo de hoje. Quanto a Durão foi mais uma vez igual a si próprio, hábil a negociar, frágil nas convicções. Mal habituado a Regimes Democráticos com disciplina de voto dos deputados e a uma Imprensa moderada, criou um grave problema numa situação que o senso comum aconselhava a ter sido logo resolvida à nascença. Este é que é um mau sinal...

3 Comments:

  • At 3:36 da manhã, Blogger O Raio said…

    O que esá a acontecer na UE é o melhor que lhe poderia acontecer, principalmente agora que se aproximam referendos.
    Chama a atenção sobre os órgãos comunitários e tem-se a sensação de que o Parlamento funciona, defende os nossos direitos e é útil.
    Quanto a direitos fundamentais serem respeitados... bah... isso é perfeitamente secundário.
    Quanto ao Durão viu-se metido num 31. Não podia recusar o cretino do italiano (deve favores a Berlusconi) e pensou até à última de que os liberais, para evitarem problemas, acabariam por o apoiar.
    Não percebeu de que a UE não perdia nada em levantar-lhe problemas... só ganhava.

     
  • At 11:51 da manhã, Blogger Ricardo said…

    Caro Raio,

    Finalmente um comentário teu sobre a UE que eu não tenho objecções de fundo. Quanto a Durão houve de facto um gigantesco erro de cálculo... como já referi provavelmente a Democracia em Portugal está mais distorcida que a Europeia. Para quando o fim da disciplina de voto, os partidos como clubes de futebol, as falsas comissões de inquérito?

     
  • At 7:20 da tarde, Blogger O Raio said…

    Não é só em Portugal que estes problemas existem.
    Entre as muitas coisas que podiam ser feitas para os minorar, uma era dar mais direitos aos deputados.
    Eu explico, actualmente um deputado demite-se entregando uma declaração nesse sentido.~
    Pelo menos desde os tempos do Cavaco os candidatos tinham de entregar no Partido um pedido de demissão com a data em branco. Assim à primeira era só colocar a data e entregar o pedido ao Presidente da Assembleia.
    Seria uma boa ideia obrigar à assinatura presencial...

     

Enviar um comentário

<< Home