Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

terça-feira, outubro 26, 2004

(211) O Gosto Solitário do Orvalho

"As folhas da bananeira são suficientemente amplas
para ocultarem uma paixão.
Quando expostas às intempéries
recordam-me ora a cauda ferida de uma fénix
ora um leque verde rasgado pelo vento.
A bananeira floresce.
Todavia as suas flores nada têm de atraente.
O mesmo acontece com o tronco enorme.
Talvez por isso
a bananeira acabou por conquistar o meu coração.
Sento-me debaixo dela
enquanto o vento e a chuva a fustigam."

Matsuo Bashô

3 Comments:

  • At 7:24 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Você pirou ?!!

    Matsuo Bashô ?! Quem !? Algum pedófilo Tailandês?! Pseudónimo de algum reles portuga, amante de bananas, que não as da bananeira?!
    Quem mais se apaixonaria por uma bananeira, pelo seu tronco enorme e a associaria à cauda ferida de uma fénix ?!
    Que mau gosto e que o Dr. Alberto João Jardim não saiba de semelhante paixão, senão..., não há leques para ninguém.
    E a propósito do título, desconfio que o gosto não era do orvalho, nem solitário.

    PS: ENTRGUE IMEDIATAMENTE ESTA PORNOGRAFIA BLASFÉMICA À CENTRAL DE INFORMAÇÃO DO GOVERNO, PARA QUE LHE DÊEM O TRATAMENTO ADEQUADO.

    A FOGUEIRA, EM PLENA PRAÇA DO COMÉRCIO

    ZELADOR DAS CRUZES DE CRISTO

     
  • At 9:16 da tarde, Blogger Conchita said…

    que descanço de palavras

     
  • At 7:44 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Gosto muito deste poema e do livro com o mesmo nome.

    Parabéns pelas 5.000 visitas.
    Um abraço

    X / F

     

Enviar um comentário

<< Home