Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

sexta-feira, maio 13, 2005

(409) Álbum de Fotos: Fajã dos Padres (Madeira)

Uma Fajã é um terreno plano e de pequena extensão que se localiza à beira mar. É formado por materiais desprendidos da encosta. Esta fajã situa-se na costa sul da ilha da Madeira e, como na grande maioria destes fenómenos geológicos, é de difícil acesso. Chama-se dos Padres porque este terreno pertenceu, em tempos, aos Padres da Companhia de Jesus. Neste terreno plano encostado ao mar já se produziu o melhor vinho Malvazia da ilha. O micro clima desta zona também permite o cultivo de vários frutos exóticos.

O acesso pode ser feito de barco ou num elevador com 350 metros de altura (como podem ver na fotografia 1 e 3). Hoje em dia é um local com um excelente restaurante (na fotografia 2 a vista é do elevador e a fotografia 4 também permite visionar o restaurante) e é um local ideal para fazer pesca ou praia. Um pequeno paraíso na costa da Madeira. Clique nas fotografias para ampliar.











3 Comments:

  • At 5:16 da tarde, Anonymous turista said…

    O cenario é espantoso, pena a praia

     
  • At 3:39 da manhã, Blogger Ricardo said…

    Viva Turista,

    Antes de mais obrigado pela visita. As praias, na Madeira, são realmente menos agradáveis que as de areia. Mas, em compensação, a água e o fundo do mar compensam isso. E depois há o Porto Santo.

     
  • At 7:45 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Este foi o sítio mais surpreendente em que estive na Madeira, e é pena ser tão pouco conhecido. A descida é uma vertigem de tirar o fôlego, o restaurante é uma muito agradável surpresa. Passar lá uma tarde, a "gibóiar" ao sol,a saborear o oceano e as côres das flores é verdadeira magia. Nunca me esquecerei.

     

Enviar um comentário

<< Home