Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quarta-feira, maio 17, 2006

845. Energia das Ondas


www.soulpix.com

Enquanto não há reais mudanças na nossa dependência energética há pequenas boas notícias no sector energético. Este Verão, na Póvoa do Varzim, vai ser instalado o primeiro "parque de ondas capaz de gerar electricidade" do mundo.

Não estou habilitado para fazer comentários técnicos ao projecto - apenas sei que a tecnologia permite converter a energia das ondas - mas só posso achar positivo o lançamento dum projecto que é inovador, que permite o acesso a mais energia renovável e que pode gerar um importante "know how" com prováveis benefícios futuros. Adicionalmente acho importante que Portugal aproveite os seus recursos naturais nomeadamente a extensão da sua costa marítima.

A título de curiosidade o parque vai ser constituído, numa primeira fase, por três máquinas que vão ser instaladas a cinco quilómetros da costa. A ligação à rede deve estar concluída em Agosto.

É evidente que enquanto a energia fóssil dominar a área dos transportes e da mobilidade não vai haver uma verdadeira inversão da nossa dependência mas, mesmo assim, é de louvar uma iniciativa que reforça o nosso envolvimento com as energias renováveis e que pode diminuir as nossas emissões de carbono.

5 Comments:

  • At 12:37 da manhã, Blogger Vítor Sousa said…

    Ricardo, espera pelo comentário do Henrique, conspicuidade na matéria. Pena é que um visionário dependa de obnubilados.
    Um abraço.

     
  • At 5:35 da tarde, Blogger O Raio said…

    Acho que isto é muito bom para o país pois, além de pouparmos em importações vamos adquirindo algum knowhow sobre uma tecnologia nova.

     
  • At 6:32 da tarde, Blogger pedro oliveira said…

    Parece-me muito bem esse tipo de projectos.
    Só teremos a ganhar se aproveitarmos os nossoe recursos.
    Poder-se-á, ainda, apostar duma forma mais sistematizada na energia solar e eólica.
    Como há medidas que só se tomam quando obrigatórias que tal impor a instalação de painéis solares nos novos edifícios?
    Fará sentido que se construam vivendas no Alentejo ou no Algarve sem estar previsto no projecto, algo, que as poderá tornar (muito) menos dependentes em termos energéticos

     
  • At 7:51 da tarde, Blogger alice said…

    boa tarde,

    quero registar o meu agradecimento por este blog

    se houver algum prémio a ser atribuído a algum blog, que seja a este

    bem haja

    alice

     
  • At 7:59 da tarde, Blogger Xicote said…

    É realmente agradável ver que se começa a fazer alguma coisa no âmbito das energias renováveis. Mas, há sempre um mas, a tecnologia usada é nossa? foi desenvolvida com técnicos Portugueses?
    O que ganha o país no seu todo com essa energia? Vamor ter mais postos de trabalho para desenvolver fabricar estas centrais? Se vai criar emprego, que tipo de emprego? a parte da engenharia é feita fora e ficamos nós apenas a apertar parafusos e a cortar e soldar chapa??

     

Enviar um comentário

<< Home