Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quarta-feira, janeiro 19, 2005

(297) Notas da Campanha Eleitoral

1. Os elogios de Mário Soares ao programa eleitoral do Bloco de Esquerda caíram que nem uma bomba no Partido Socialista. É um aviso sério à falta de coragem do “centrão” em reformar o país;

2. Alguém já teve oportunidade de ver a música que acompanha a campanha do PSD? Eu nem vou comentar porque fiquei à beira dum ataque de choro logo após de ter tido um ataque de riso;

3. O debate entre Francisco Louçã e Jerónimo de Sousa foi desinteressante mas serviu para mostrar porque é que um está em crescimento e outro a definhar. Louçã apresentou propostas interessantes como uma auditoria à Administração Pública e a simplificação do sistema fiscal. Jerónimo de Sousa insiste na subida das receitas e não no combate às despesas o que é, do meu ponto de vista, uma opção má para o país;

4. A recusa de Sócrates em participar nos debates a dois pode ser teoricamente boa mas na prática é uma opção que vai provocar-lhe um justo desgaste. Note-se que não defendo debates diários mas há um mínimo que Sócrates devia ter tido em consideração.

4 Comments:

  • At 5:24 da tarde, Blogger Armando S. Sousa said…

    Mudei o meu nick.
    Tenho estado fora do país.
    Não ouvi os elogios de Mário Soares ao programa do Bloco, no entanto tenho que dizer que o Bloco foi o único partido que apresentou imediatamente um programa eleitoral que gostaria de ver cumprido nos primeiros cem dias de Governo. Já é tempo dos socialistas abriram a boca, e dizer-nos aquilo que pretendem para o país, se como tudo se prevê, forem Governo.

     
  • At 11:18 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Quatro notas que afinam a politica portuguesa.Está OK.Arte por um Canudo

     
  • At 11:17 da manhã, Blogger O Micróbio said…

    "Louçã apresentou propostas interessantes como uma auditoria à Administração Pública e a simplificação do sistema fiscal."... proposta interessante e original. Quantas auditorias não foram já efectuadas à Administração Pública? E a simplificação do Sistema Fiscal, nunca ninguém falou nisso? Já sei que vão dizer, pois falaram mas não fizeram... assim como o Louçã...

     
  • At 2:13 da tarde, Blogger Ricardo said…

    micróbio... nunca foi feita uma auditoria externa séria á Administração Pública apesar de ter sido uma das promessas de, por exemplo, Durão. Quanto ao sistema fiscal também nunca foi feita uma verdadeira reforma, que fizesse cair o segredo bancário ou que simplificasse o sistema!

     

Enviar um comentário

<< Home