Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

sexta-feira, novembro 11, 2005

615. Manuel Alegre e o Orçamento

Se Manuel Alegre é a favor do Orçamento devia ter aparecido e votado a favor! Se Manuel Alegre é contra o Orçamento devia ter aparecido e votado contra! Manuel Alegre não apareceu...

4 Comments:

  • At 7:57 da tarde, Blogger Pedro F. Ferreira said…

    ser ou não ser...

     
  • At 4:01 da tarde, Blogger pindérico said…

    Não estamos de acordo nesta questão, mas daí não vem mal nenhum ao mundo!
    Manuel Alegre disse claramente que votaria a favor, se o seu voto fizesse falta ao governo.
    Um abraço

     
  • At 5:07 da tarde, Anonymous Arte por um Canudo 2 said…

    O Orçamento estava garantido,por isso a maioria absoluta.Mas se todos tomassem a atitude do Manuel Alegre essa maioria estava sempre na corda bamba.Bom fim de semana.

     
  • At 4:43 da manhã, Blogger Ricardo said…

    Pindérico,

    Essa afirmação de Manuel Alegre - que não ouvi mas que aceito como verdadeira - é ainda mais surreal.

    Se o poeta político ou o político poeta podia lá ir porque não foi? Só se fizer falta? Então Alegre não acredita que cada deputado tem o dever de dar a opinião com o voto e que só numa situação de perigo da maioria é que tem mesmo que o fazer? Estranho entendimento do papel dos deputados...

    Na minha opinião foi um verdadeiro tiro no pé de quem tinha a obrigação, depois de tantos anos na AR, de respeitar o papel do deputado. Se não quer, durante a pré e na campanha, participar nos trabalhos devia simplesmente ter pedido suspensão do mandato. Assim já havia coerência e distanciamento.

    Enfim...

    Abraço,

     

Enviar um comentário

<< Home