Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

domingo, novembro 13, 2005

616. Finalmente...

... e após muita pressão da "blogosfera" e da Comunicação Social (repare-se na ordem em que coloquei os dois meios de pressão) aqui estão os estudos sobre a OTA.

Agora quem percebe algo sobre o assunto que fale porque eu não vou especular sobre o que não percebo logo sobre o que não tenho capacidade para analisar.

(Via Bodegas)

1 Comments:

  • At 1:31 da tarde, Anonymous Max @ Devaneios Desintéricos said…

    Eh pá, eu até comentava. Mas já não há paciência para esta telenovela do Aeroporto da Ota. Constrói não constrói...Vem Alverca, vai Montijo...Vem Montijo, vai Alverca...Vem Beja, vai Alverca, Montijo e Ota...Vai Ota, vem Alverca...Vai Ota, vem Alverca e Portela...Vai TGV à OTA, não vai OTA a lado nenhum....

    É que já não há pachorra. Mesmo para mim, que adoro tudo o que seja temas de aviação...

    Um abraço...

     

Enviar um comentário

<< Home