Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

sexta-feira, maio 18, 2007

1153. Quem é menos democrata?


És tu; Não, és tu; Nem penses, és tu.



Agora imaginem se esta dupla estivesse presente: Não, somos nós.

Etiquetas:

8 Comments:

  • At 1:03 da tarde, Blogger O Raio said…

    "Quem é menos democrata?"

    Acho que a questão está mal colocada pois assume que existem democratas no trio o que eu duvido fortemente!

     
  • At 7:12 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Raio,

    Não fui eu que coloquei a questão nestes termos ;). Aliás a questão foi colocada de forma bastante animada, hehe

    Abraço,

     
  • At 10:46 da tarde, Blogger sabine said…

    Então quem colocou a questão? Assusta-me a maneira leve como te referes a temas sérios!
    A Polónia ainda é uma democracia. Ainda. Por enquanto. Mas as pessoas que a governam não têm nada de democratas. Se continuarem no poder por mais tempo, a democracia não passará de mera formalidade. Como em muitos países africanos.
    A Rússia ficou a meio da transição democrática. Gorbatchov deu alguns passos. Ielsin deu alguns também, mas a certa altura achou que era melhor arranjar maneira de nao sair do poder, colocando ministros-fantoche. Putin não é nada democrata, seguindo o pior de Ielsin. Também aqui, a democracia é mera formalidade:
    http://insustentaveleveza.blogspot.com/search/label/R%C3%BAssia
    http://devaneiosdesintericos.blogspot.com/search/label/r%C3%BAssia
    Portanto, o que há para comparar?

     
  • At 10:50 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Sabine,

    O problema de manter um blogue a part-time é que muitos temas não podem ser desenvolvidos como gostaria. No caso concreto o contexto é importante porque Putin referiu a Polónia várias vezes por causa da questão da defesa anti-míssil e, por isso, presumi que se os gémeos lá estivessem as acusações iam ainda subir mais de tom. E quanto à Democracia na Polónia, actualmente e sem comparações, deixa algo a desejar.

    Bjs,

     
  • At 12:23 da tarde, Blogger sabine said…

    «O problema de manter um blogue a part-time é que muitos temas não podem ser desenvolvidos como gostaria»
    Deixa, também tenho esse problema. E não somos casos únicos!

     
  • At 12:29 da tarde, Blogger sabine said…

    « se os gémeos lá estivessem». Mas os gemeos estao lá e não me parece que vao sair para já!
    Estás-te a refeir a isto?
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u107595.shtml
    Está-se a formar um xadrez muito complicado, com consequencias imprevisiveis: o pouco democrata Putin por um lado e a aliança dos EUA com a republica Checa e com a Polonia (e com os pouco democratas gemeos, claro). É-me impossível escolher "lados" nesse conflito, porque se alguma coisa correr mal nós nunca ganharemos nada!

     
  • At 12:30 da tarde, Blogger sabine said…

    E depois neste xadrez ainda há o Irão e a Coreia do Norte. Preocupante. :(

     
  • At 3:50 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Sabine,

    Quando disse "se os gémeos lá estivessem" referia-me a estarem presentes na mini-cimeira UE/Rússia. E é evidente que as acusações iam incidir nesse tema. É realmente uma questão muito complexa.

    Quando falo na Democracia polaca, ou melhor, na forma como os gémeos a entendem refiro-me também à perseguição a ex-comunistas e aos homossexuais.

    Bjs,

     

Enviar um comentário

<< Home