Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quarta-feira, maio 23, 2007

1163. José Sá Fernandes e a Lei das Finanças Locais


José Sá Fernandes, em entrevista à TVI, considera que António Costa, na sua nova qualidade de candidato a Presidente da Câmara de Lisboa, tem que ser contra a Lei das Finanças Locais. Onde é que eu já ouvi isto?

Etiquetas: , ,

2 Comments:

  • At 12:11 da tarde, Anonymous Fernando said…

    Esse é um modo habilidoso de colocar o problema. Estive a ouvir agora e atentamente a entrevista, no esquerda.net, dada à TVI e Sá Fernandes sobre António Costa, apenas se refere em quatro pontos em que as posições do MINISTRO são prejudiciais a Lisboa e que ele quer ver clarificadas como candidato, se as mantém:

    a) sobre a localização da OTA
    b) sobre o porto de Lisboa
    c) sobre a mudança do hospital de oncologia para fora de Lisboa
    d) sobre o pagamento de IMI do património do Estado.

    Inferir daí que o Sá Fernandes diz que António Costa como candidato, tem que ser contra a Lei das Fianças Locais é preciso muita imaginação. Embora digas que até tens simpatia por Sá Fernandes, o que não duvido, a tua simpatia por António Costa leva-te a ouvir coisas que ele não disse, inclusive fazendo comparações com o discurso do Jardim. Por favor...

     
  • At 7:20 da tarde, Blogger Ricardo said…

    Fernando,

    Da boca de Sá Fernandes, não de um Sá Fernandes imaginário, na entrevista da TVI ou no mesmo noticiário, ouvi, com toda a clareza, o recado a António Costa.

    Como és militante do BE nada como esclareceres isso com o candidato, nem que seja por correio electrónico. Já agora, se ele disse o que aqui escrevi, concordas?

    Quanto à minha simpatia por António Costa e a minha imaginação agradeço que não faças presunções.

    Abraço,

     

Enviar um comentário

<< Home