Filho do 25 de Abril

A montanha pariu um rato - A coerência colocada à prova - A execução de Saddam Hussein - O Nosso Fado - "Dois perigos ameaçam incessantemente o mundo: a desordem e a ordem" Paul Valéry, "Quando eu nasci, as frases que hão-de salvar a humanidade já estavam todas escritas, só faltava uma coisa, salvar a humanidade", Almada Negreiros - "A mim já não me resta a menor esperança... tudo se move ao compasso do que encerra a pança...", Frida Kahlo

quarta-feira, junho 15, 2005

455. Álbum de Fotos: Casa da Música (Porto)

Já está construída! Já oferece uma programação cultural de qualidade! Já só falta nos ensinar a gostar dela...


Casa da Música (clique para ampliar)


Às vezes é preciso um autocarro dos STCP para ficarmos convencidos que este edifício pertence ao Porto

... mas tenho que confessar que já nutro alguma simpatia por este edifício "bizarro"!

8 Comments:

  • At 2:36 da tarde, Blogger Didas said…

    Por acaso nem acho assim tão bizarro esse edifício no Porto. O Porto tem bons arquitectos e uma escola de arquitectura credível, penso eu...
    De resto é melhor estar calada que não percebo nada do assunto. :)

     
  • At 5:01 da tarde, Blogger Pedro F. Ferreira said…

    É um pouco como a água tónica. Temos que aprender a gostar dela. Se bem que desta só consigo gostar se vier acompanhada de Gin. Com a casa da música é o mesmo, gostarei dela quando vier acompanhada de boa música. :)

     
  • At 5:29 da tarde, Anonymous C. Indico said…

    Ainda não o vi, só de fotografias.Mas este é o tipo de edificio que é preciso tempo para
    ser pertença da cidade, isto é, a cidade não é sem esse membro.Estou certo que vai ser.E estou danadinho por ir vê-lo.E musica há-de vir, é inevitável. Nestas coisas sou de um optimismo irracional inabalável.Vi na TV umas imagens feitas do interior pela grande janela.Deslumbrante. Se querem colocar um Edificio a "tapar" a vista, como se diz,e for preciso berreiro voluntaria-me!
    Não é nada meu feitio,mas quando se tratam de erros quase "pecados", que leva gerações alterar,esquerdizo-me radicalmente.
    Conheço um eng. que foi director dessa obra. O sofrimento fisico e intelectual para encontrar soluções construtivas foi enorme.E é pena não se referir que a CdM é também uma excelente e inovativa obra de engenharia, aliás, como o arq. referiu.

     
  • At 7:42 da tarde, Blogger mfc said…

    Desculpem lá a franqueza...mas não gosto!
    E acho que está desenquadrada naquela praça.

     
  • At 11:14 da tarde, Blogger Armando S. Sousa said…

    Por acaso gosto com algumas reticências, no entanto penso que será dentro de alguns anos uma das grandes referências arquitectónicas da cidade do Porto.
    Um abraço.

     
  • At 11:37 da tarde, Anonymous "O" anónimo said…

    De repente, tive a nítida impressão de estar a olhar para um pequeno "elefante branco"!

     
  • At 6:43 da manhã, Blogger Ricardo said…

    Didas, HMémnon, C. Índico, mfc, Armando e Anónimo...

    Obrigado pelo vosso contraste de opiniões.

    C. Índico... o interior é magnífico mas ainda não tenho fotografias. E já não vão construir o edifício que tapava a CdM por decisão do Governo que mudou o estatuto da CdM impedindo construções num raio de não sei quantos metros.

    mfc... sem fazer juízos de valor da tua opinião (tão válida como a minha ou a de qualquer pessoa) não acho que este edifício esteja assim tão desenquadrado. É duma beleza invulgar (nem eu sei bem se gosto) mas ganha vida visto da rotunda ou mesmo à distância. Mas gostos não se discutem... e este edifício é polémico e sempre vai ser!

    Anónimo... acabas por ter razão porque em Portugal raramente os prazos e custos iniciais são respeitados levando a gigantescas derrapagens orçamentais. Se houvesse mais profissionalismo poderia haver mais edifícios destes a menor custo.

    Abraço(s),

     
  • At 11:54 da manhã, Anonymous TNT said…

    Fantástico! É no que dá quando se põe pessoas que não sabem ler as plantas a executar as obras.

     

Enviar um comentário

<< Home